Maurícia

De Micropedia
Ir para navegação Ir para pesquisar
Províncias Unidas de Maurícia
Pavilhão Nacional Grandes Armas
Bandeira de Maurícia Brasão de Armas de Maurícia
Lema: Cras es noster
(do latim: O futuro é nosso)
Mapa-mauricia-2017.png
Língua oficial Português e Neerlandês
Capital Mauritsstad
Sistema de Governo República aristocrática

Stadhouder

Lucas Guilherme Maria van Woestein, ofm
Chanceler Jorge van Marckheijd, op
Presidente do Senado Maurense Lucas von Frag

12ª Legislatura: 02/05/2018

Fundação 03 de julho de 2013
Território Nordeste brasileiro
Moeda Florim
Gentílico Maurense
Website oficial www.mauricia.xyz

Maurícia, oficialmente Provínicas Unidas de Maurícia é uma micronação lusófona localizada no Nordeste brasileiro tendo como referenciais geográficos a ocupação holandesa do século XVII. É uma república parlamentarista aristocrática tendo o Stadhouder vitalício como chefe de Estado e o Chanceler como chefe de governo, que o faz em nome do Stadhouder. Foi fundada em 03 de julho de 2013 por ex-reuniãos, grande desde o início, Maurícia continua desde sua fundação como uma das maiores micronações em atividade.

Etimologia

A origem do nome da nação é João Maurício de Nassau-Siegen (em neerlandês: Johann Mauritius van Nassau-Siegen), considerado leitmotiv e pai-fundador da nação. Os arquivos oficiais remontam Maurício de Nassau como primeiro Stadhouder, eleito por aclamação pelos Estados Gerais (órgão máximo da democracia maurense).

História

Maurícia foi fundada em 03 de julho de 2013, porém a Saga Maurense (livro da história ucrônica de Maurícia) coloca como fundação o ano de 1630.

As províncias originais de 2013 são Vijland van Pernambuco, Woestein e Calabar, representadas por três sautores no pavilhão nacional. Anos depois, com o aumento da população, o território foi expandido, sendo anexados as províncias da Bahia e da Parahyba.

Guerra maurense-portuguesa

Após a abdicação do rei Felipe VII de RUPA em 2016 o Stadhouder Lucas de Woestein reivindicou o trono, entendendo que a Constituição portuguesa vigente tornaria o nobre mais elevado o legítimo sucessor da coroa portuguesa-algarvina. Sendo este o Duque de Vigo, caberia-lhe assumir o trono. Entretanto um levante popular português instalou-se um conflito que durou dois anos. Após longa negociação o Stahouder abdicou a reclamação e o rei Marcelo pode enfim governar sem questionamentos externos.

Política

O órgão máximo de Maurícia são os Estados-Gerais, que são convocados pelo Stadhouder sempre que necessário. O poder legislativo é exercido pelo Senado Maurense, que conta com representantes eleitos pelas províncias. Entre os senadores há a escolha do Chanceler, que atua como chefe de governo, devendo convocar ministros para gerir a máquina estatal.

Províncias

  • Bahia
  • Calabar
  • Parahyba
  • Vijland van Pernambuco
  • Woestein

Negócios Estrangeiros

Maurícia mantém relações diplomáticas com as grandes micronações da lusofonia, como Reunião, Alemanha, Portugal e Algarves, e mantém contato com algumas micronações do hemisfério anglófono, notadamente o Império da Kárnia-Rutênia e o Grão Ducado de Flandrensis.

É adotado uma lista de critérios para que Maurícia venha a reconhecer uma micronação ou estabelecar relações diplomáticas, sendo:

  • Manifesto autodeclarado do projeto micropatriológico;
  • Território referencial;
  • Plataforma de interação social e prática micronacional, podendo ser auto-hospedada em domínio de internet próprio ou de terceiros, ou listas de correio eletrônico;
  • População maior que um indivíduo;
  • Cultura;
  • Governo instalado;
  • Capacidade de relacionar-se harmonicamente com outras micronações.

Forças Armadas

As Forças Armadas são chefiadas pelo Capitão-General das Províncias Unidas, o próprio Stadhouder.

As forças são divididas em: Régia Armada, Régia Guarda Nacional e Exército.

Território

Províncias

  • Bahia
  • Calabar
  • Parahyba
  • Vijland van Pernambuco
  • Woestein

Territórios Ultramarinos

  • Grão Ducado da Borgonha
  • Ilha de Kargh

Protetorados

  • Principado de Noronha
  • Estado do Badakhshan

Economia

O Florim maurense é a primeira moeda usada em larga escala no hemisfério lusófono, contando com sistema bancário próprio funcionando em plataforma na internet desenvolvido com tecnologia inteiramente maurense.

Mídia

Existem cerca de seis periódicos circulando em territorio nacional, sendo uma revista e cinco jornais, além de uma estação de TV, todos privados.

Links externos