União Soviética

De Micropedia
Ir para navegação Ir para pesquisar

Em 25 de outubro de 2005, no aniversário de 88 anos da Revolução Russa, foi criada uma micronação de mesmo nome, pela união da República Popular Socialista de Sloborskaia‎‎ e pela República Socialista da Bervânia. Foi formada sob um sistema federativo de nações socialistas. Não há atribuições específicas da URSS, em relação aos estados-membros. Segundo o "Pacto Federativo" previsto constitucionalmente, a URSS tinha a alçada sobre "os projetos representados por comissões votados internamente no órgão de cada nação e a política externa". Mas mesmo as relações exteriores ficavam sujeitas às opiniões dos órgãos competentes de Sloborskaia e Bervânia. Um de seus articuladores e fundadores, Felipe Aron, foi seu primeiro chefe de Estado. Em agosto de 2020, um outro projeto totalmente diferente surgiu no micronacionalismo reivindicando ser a única e legítima União Soviética existente, desta vez, formada por 5 Repúblicas Socialistas Soviéticas distintas, com territórios baseados na Rússia, Ucrânia, Bielorrússia, Cazaquistão e a região dos Balcãs, unificadas sob um Novo Pacto Federativo, instituindo assim, um novo Estado Soviético. Atualmente, André Roosefield está a frente do projeto.